26 março 2007

Amanhã lá voltarei…




Estava magro , pelagem toda preta, um cão muito bonito, com os olhos cor de mel, pediam ajuda.
Rapidamente, liguei os quatro piscas, vesti o colete obrigatório e saí do carro ,queria tirá-lo dali, pelo menos reduzir –lhe o perigo de vida, pobre coitado nem sabia bem como lá tinha parado e muito menos como sair, encontravamo-nos à saída da auto-estrada A2.
Chamei-o, ele olho-me cheio de medo, rabo entre as pernas ,corpo esquelético recuava, alguns carros passavam e olhavam, mas seguiam a sua vida, como se nada estivesse a passar, dá mais jeito virar a cara, não se sofre…
Mas como apanha-lo ? Ele cada vez recuava mais , não podia ir atrás dele, pois o fim era previsivél, fica debaixo de um carro, não havia saída , pelo menos da direcção que tomava.
Foi aí que eu percebi que nada podia fazer…Eu não o podia ajudar.Ele tinha razões em não confiar , acredito que não foi parar ali sozinho.
Fui ao carro abri uma lata de comida, e deixa-a lá, pelo menos naquela noite teve comida.
Amanhã lá voltarei…

2 comentários:

samuel disse...

Realmente ainda existem pessoas com alma e coração.
Adoro-te miúda.
Infelizmente a maioria das pessoas têm sempre mais em que pensar.
Já diz aquele velho ditado " quanto mais conheço as pessoas, mais gosto dos animais ".
Força nesta luta sempre com GLÓRIA.
Beijos.
Samuel.

samuel disse...

Realmente ainda existem pessoas com alma e coração.
Adoro-te miúda.
Infelizmente a maioria das pessoas têm sempre mais em que pensar.
Já diz aquele velho ditado " quanto mais conheço as pessoas, mais gosto dos animais ".
Força nesta luta sempre com GLÓRIA.
Beijos.
Samuel.